Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ups, I have a home to care

Ups, I have a home to care

22
Jan19

Petição pública pelo encerramento dos Shoppings ao domingo


Ups! I have a home to care

Imagem  retirada da página da Petição

Nunca fiz um post do género no blog, mas está a decorrer uma Petição Pública que me toca pessoalmente. No fundo sei que não passará de uma petição, uma entre muitas que já foram feitas para o mesmo tema, e o tratamento dado será infelizmente o de não fazer nada. Infelizmente!

Apresento-vos a Petição a que me refiro: Pelo encerramento dos shoppings aos domingos

Esta petição apela ao encerramento dos grandes centros comerciais em Portugal, ao domingo. 

Será que realmente precisamos de ter um shopping aberto todos os dias da semana, das 10h da manhã às 23h/00h? 

Deixaríamos nós de fazer compras ou de ter em casa o necessário se os shoppings em Portugal encerrassem ao domingo? 

Deixaríamos de ir ao shopping se durante a semana ele encerrasse às 21h e não mais tarde? 
A resposta é NÃO. NÃO. NÃO. 

Ninguém deixaria de frequentar estas superfícies, ninguém deixaria de comprar. Quem não puder ir hoje, irá amanhã. Ou depois de amanhã. Fomos educados e habituados a ter grandes superfícies abertas 7 dias por semana, mas esta é uma medida interesseira e nada civilizada. 

São milhares e milhões de pessoas que ao domingo se enfiam dentro dos shoppings para "passear", esquecendo-se de que passear é um conceito diferente. O tempo em família é cada vez mais escasso e o único dia que está destinado para ela, acaba por ser passado de forma pouco saudável, de forma fechada. 

Com o encerramento dos shoppings ao domingo as pessoas seriam confrontadas com um novo desafio (que já acontece noutros países e a um dos factores a que nós chamamos "qualidade de vida"): passar tempo em família ao ar livre! Fortalecer a comunicação entre pais e filhos, entre amigos, entre casais, entre conhecidos! Estimular a vida da cidade! Apoiar os comércios locais! 

Durante o tempo que vivi lá fora, Lyon segunda maior cidade de França, percebi que quando dizemos que lá fora é que há "qualidade de vida", na maioria das vezes estamos enganados em relação aos motivos que causam essa qualidade. É óbvio que a diferença de salários é enorme e que lá há de facto mais poder de compra. Ainda assim, com mais poder de compra, os shoppings estão encerrados ao domingo. Porquê? Porque eles dão mais importância aos pic nics no parque, no lago, aos passeios pelo centro histórico, ao gelado na esplanada, ao passeio de bicicleta à beira rio... todas aquelas imagens bonitas que por vezes vemos em filmes. A tal "qualidade de vida". 

O salário é importante sim, mas os valores pelos quais nos regemos é que fazem a diferença. 

O encerramento dos shoppings ao domingo afecta a nossa qualidade de vida? A resposta é SIM! Para melhor, para muito melhor... 
Uma vez mais, realcemos que ninguém deixará de ter a sua blusa, as suas calças ou a mala apenas porque o shopping está encerrado ao domingo. As pessoas rapidamente se habituariam aos novos horários e organizariam as suas vidas e as suas visitas ao shopping. Poucos meses depois, quando nos lembrássemos que antes tínhamos o shopping aberto ao domingo o nosso pensamento seria algo parecido com " Isso era completamente descabido, ainda bem que mudou". 

Por último, mas não menos importante, estaríamos a contribuir para que os trabalhadores de shopping tenham também horários mais humanos, mais equilibrados. Há um longo caminho a percorrer na igualdade e justiça dos trabalhadores do nosso país, em todas as áreas é verdade, mas com esta medida, estaríamos a dar já um passo GIGANTE nesse sentido. 

 

Este é o texto que acompanha a petição, petição que já assinei e voltaria a assinar. Identifico-me em cada palavrinha que acompanha a petição. Recordemos que à uns anos atrás os hipers/supers de grandes dimensões eram  obrigados a encerrar ao domingo da parte da tarde, isto mudou com a justificação de que mais horas de serviço iam significar mais postos de trabalho. Isso verificou-se? Não! A precariedade de quem trabalha nestes espaços só aumenta, como é óbvio não posso generalizar, há excepções, raras, mas quero acreditar que existem. Mas dizia eu que a precariedade aumentou, fazes um, dois contratos no máximo e vais à tua vida, trabalhas em horários absurdos, vives no trabalho e visitas a tua casa e recebes salários que vão dando para sobreviver. Acompanhar o dia-a-dia de um filho é um luxo a que muitas das pessoas que trabalham nestes espaços comerciais não têm direito. Eu sei que tu que não trabalhas nos shoppings, nos super e hipermercados, trabalhas de segunda a sexta, das 9 às 18 horas não tens outra hora, outro dia, para ir ao supermercado que não ao sábado ou ao domingo. Mas pensa bem, tu vais com a tua família, tranquilo, "passear" a tarde inteira do domingo para o Shopping, podes ser um cliente simpático ou nem por isso, depende de como te correu a manhã, queres é que o funcionário da loja te atenda com um sorriso, seja simpático, ignore qualquer resposta torta que lhe dês, te avie com rapidez e agilidade e ainda se despeça com um "Obrigado! Volte sempre!". E sim, o funcionário estará lá (ou deverá estar) de sorriso rasgado, simpático e prestável, atender-te e ajudar-te em tudo o que precisares, esse funcionário sabe a hora a que entrou ao serviço mas não sabe a que horas irá sair, não sabe se ainda chegará a casa a tempo para dar um beijo de boa noite ao filho, não sabe se ainda o apanhará acordado sequer. E tu segues com a tua família. Não te preocupas que o fecho da loja tenha sido dado à 20 minutos atrás, tu que trabalhas de segunda a sexta das 9 às 18 horas, só tiveste tempo para ir ao supermercado às 21:00 de domingo. E se fosses tu no lugar daquele funcionário? 

Portugal diz-se um país desenvolvido, mas ainda temos um longo percurso pela frente até nos equipararmos a outros países da Europa. Também os há piores, há sempre algém pior que nós. Mas aqui, e digo-o por vivência própria, digo-o com conhecimento de causa, ter tempo para a família é um luxo. Eu que gozo de folgas rotativas passo um mês inteiro a gozar folgas durante a semana, quando a minha filha está na escola e o meu marido no seu trabalho. É isto passar tempo de qualidade com a família?

Espero do fundo do coração que esta petição não morra por aqui, e alguma medida seja tomada. Uma vez mais com as minhas palavras não quero nem estou a generalizar. Mas como referi eu vivencio tudo isto no meu dia a dia, todos os dias. Todos os dias alguém, que por sinal até é alguém que saiu sempre à várias horas do serviço (quando o tem) vai ao supermercado a 5 minutos do fecho e faz as suas compras de carrinho tranquilo da vida. E nós ali, à espera, e a nossa família em casa, à espera também. Se te revês como cliente nestas atitudes, pensa nisto que te digo, por favor. E desculpa se às vezes não te atendo com um sorriso no rosto, se às vezes não sou tão simpática e prestável quanto desejavas, desculpa se não tiveste o atendimento exímio e exemplar que desejavas enquanto "passeavas" com a tua família. Desculpa!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Sigam-me

Ganhar uns trocos com Inquéritos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub