Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ups, I have a home to care

Ups, I have a home to care

17
Jan19

Estamos a criar bebés de estufa


Ups! I have a home to care

560354-PKRCEW-104.jpg

Designed by Freepik

 

Nunca fui de extremos, não sou de 8 nem de 80, posiciono-me ali pelos 45/50 da tabela em quase tudo na vida. Talvez o facto de ter sido mãe muito nova, muita imaturidade e inexperiência fizeram de mim a mãe que sou, mas sabem uma coisa? Modéstia à parte acho que tenho vindo a ser uma boa mãe, uns dias melhor noutros pior, mas deixei a minha filha crescer ao ritmo dela, estimulei-a nesse crescimento, dei-lhe espaço para aprender a brincar, deixei que se sujasse, que mexesse na terra, deixei-a correr descalça...deixei-a ser criança!

 

Vivemos na era desinfetante. Tudo em casa está de tal forma limpo e desinfetado que parece que entramos em laboratórios médicos. Esterilizamos mil e uma coisinhas, o biberão, a chupeta, a corrente da chupeta, a colher, o prato, o copo, a borrachinha das gengivas, as roupas completamente limpas sem uma pinga de papa ou leite azedo. Vai chegar o dia que nos desinfetamos a nós antes de pegarmos nos nossos bebés. Não, também não sou a favor que o bebé ande sujo, a casa não tenha higiene, os cuidados mínimos por favor.

Nunca comprei um estirilizador quando a minha filha era bebé. Fervia os biberões numa panela com água, o mesmo para as chuchas. A casa era limpa com a mesma frequência de limpeza antes da gravidez e a mesma de hoje, 10 anos depois, limpa sem exageros, sem a necessidade de desinfetar tudo o que é superfície não vá o bebé colocar a mão ali. A minha filha andava descalça, em casa, no parque, na horta dos avós. Gatinhava enquanto comia a bolachinha que trazia na mão. No parque, à altura ainda em areia, corria, brincava sentada e trazia quilos de areia para casa.

Não sou a mãe que faz tudo ao filho, sou a mãe que ajuda o filho a fazer tudo! Sim, há uma grande diferença. Eu sei que é mais fácil sermos nós a apanhar os bonecos espalhados pela sala e deixar-mos quietinhas as nossas crianças, mas é melhor para as nossas crianças serem elas a fazê-lo e saberem que podem contar com a nossa ajuda. Quando eles crescem e trazem trabalhos da escola, é mais fácil dar-lhes as respostas certas, mas para eles é melhor serem eles a fazer, corrigir, apagar as vezes que forem precisas, até que, com a nossa ajuda, as respostas fiquem certas porque eles aprenderam de verdade.

Estamos a criar bebés de estufa que não saem à rua porque está de chuva, porque está sol, porque está frio e porque está calor. Não saem. Vale mais a pena ficar em casa a olhar para a televisão o dia inteiro ou agarrado ao tablet?

A minha filha saiu quando chovia, ficou em casa a ver TV também, saiu quando estava sol, ouvia músicas no tablet, tudo tem um peso e uma medida. O 8 e o 80 não são as medidas certas.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Sigam-me

Ganhar uns trocos com Inquéritos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub