Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ups, I have a home to care

Carta ao Pai Natal

Querido Pai Natal,

 

dizem que já sou crescida o suficiente para não acreditar em pais natais, fadas dos dentes e duendes. Dizem que já sou crescida o suficiente para deixar de sonhar e viver com os pés bem acentes na terra. Dizem até que já não tenho idade para fazer a minha própria carta ao Pai Natal.

De facto sou crescida o suficiente para não me deixar levar pelo que os outros querem ou não que eu faça. Sou crescida o suficiente para saber que sem esperança todos os dias se tornam cinzentos. Eu acredito, eu sonho.

Não sou de pedir, nunca fui! Uma carta minha ao Pai Natal nunca seria para pedir um monte de inutilidades que nada contribuem para tornar o meu dia mais feliz. Uma carta minha ao Pai Natal é para agradecer a família que tenho. Tenho um orgulho na minha família do tamanho do universo. Obrigada Pai Natal pelos sorrisos e carinhos que a minha filha me dá dia após dia. Obrigada pelo marido companheiro. Obrigada pelos amigos de todas as horas. Obrigada por tudo Pai Natal.

 

Apesar de ter dito que nada ia pedir, gostava de te pedir que todas as famílias fossem presenteadas com a mesma união e felicidade com que brindas a minha. Sou um ser humano de coração cheio. Obrigada. 

Podia lamuriar-me, podia pedir que me presenteasses com um emprego. Bem preciso dele. Seria tão mais fácil a vida se eu tivesse um trabalho. Mas isso é de mim que depende, sei disso. Por isso Pai Natal, apenas peço que me dês força para arregaçar mangas e continuar a procurar, pois sei que por mais Nãos que leve, um dia o sim chegará. E por cada Não que eu receber, terei um carinho de quem eu amo, de quem me ama.

 

Obrigada por tudo Pai Natal. 

 

Créditos da Imagem - http://www.huffingtonpost.com/2013/12/04/my-kids-insane-christmas-_n_4385416.html

 

 

  • 2 comentários

    Comentar post