Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ups, I have a home to care

Folhados de maçã

O dia lá fora está feio, está tudo menos um dia de Primavera. Não há passarinhos a chilrear, não há sol nem céu azul, não há flores nas árvores, não há cheiro a relva acaba de cortar pelo ar. Não está um dia bonito, definitivamente!

Por isso, para alegrar este dia, nada melhor que a sugestão que vos apresento. Já não dão para o lanche, mas são uma ótima sobremesa, deliciosos estes folhados são rápidos e muito fáceis de fazer.

 

Vão precisar de:

- 1 embalagem de massa folhada (para os mais rápidos e práticos), ou quem preferir pode optar por fazer caseira;

- sumo de 1 limão;

- Doce de abóbora (ou de outro sabor a gosto);

- 5 maçãs fatiadas bem finas;
- canela 1.b.;
- açúcar em pó.

 

Modo de preparação:

Numa superfície enfarinhada, estenda a massa folhada e, com o auxílio de um rolo de massa, estique-a até que fique bem fina, e em forma rectangular.

Corte tiras da massa, com cerca de 10cm.

Coloque as lascas de maçã num recipiente, junte o sumo de limão. Leve 1-2 minutos ao microondas.

Passe um pouco do doce de fruta escolhido, pela massa folhada. Coloque lasquinhas de maçã, na horizontal, junto a uma das extremidades da massa. Polvilhe com um pouco de canela.

Dobre a metade de baixo da massa, de forma a cobrir quase toda a maçã e enrole.

Coloque em forminhas de metal e leve ao forno cerca de 45 minutos.

Sugestão de decoração: Polvilhe com açúcar em pó. Usei o açúcar em pó sidul, indicado para polvilhar.

SAM_1552.JPG

 

Uma tentação doce, muito simples de fazer. Podem até pedir ajuda aos pequenos piratas e princesas.

Um doce fim de semana

 

Achados no ebay #1 - capas para smartphone

O ebay é um verdadeiro baú de achados. Quando penso em comprar algum tipo de acessórios é o primeiro local onde procuro, pelos preços tão convidativos que se podem encontrar por lá. As encomendas levam em média 2-4 semanas para chegar, nunca tive problema algum com nenhum vendedor. Uma vez a encomenda não veio e o vendedor imediatamente me devolveu o dinheiro e de uma outra vez veio o artigo trocado e também houve disponibilidade imediata por parte do vendedor para resolver a situação.

Sempre que se avizinham dias especiais do calendário, como o dia da mãe que se aproxima a passos largos, costumo recorrer ao ebay para comprar coisas giras a bons preços. É uma questão de organização, e encomendar atempadamente para que na data já tenhamos o presente conosco.

No Natal o meu marido ofereceu-me o meu actual smartphone, um LG L80. Se tivesse sido eu a comprar essa não teria sido a minha escolha apenas porque encontrar acessórios para LG é muito difícil, e quando se encontram custam "os olhos da cara". Valha-me o ebay, onde há capas giras como esta que acabei de receber, linda, fofa, cutxi cutxi :D <3 a preços bem catitas.

SAM_1547.JPG

 

Jantar em tons de laranja

SAM_1533.JPG

 Hoje para o jantar houve esparguete com camarão salteado com cenoura bebé. E ainda um reforço de vitamina C, para combater esta gripe que não me larga, um suminho de laranja natural. Esta massa é rápida de fazer, simples e muito saborosa. Ainda esta semana partilho a receita com quem, como eu, é um desastre na cozinha.

Um filme de terror/comédia chamado: Uma Tarde com a Família no Supermercado

Estepost podia bem ser o esboço de um qualquer guião de filme de terror ou comédia, mas não passa do simples relato da minha tarde de domingo passada nas compras com a família.

Vamos nós ao supermercado, aquele cujo velhinho slogan nunca desaparecerá das nossas memórias - "Não invente, vá ao..." (digam lá que não ouviram a voz do anúncio nas vossas cabeças?) - adiante, vamos nós ao supermercado e eis que me lembro que não levo comigo os vales de desconto do cartão de fidelização. Sou uma pessoa dada a poupanças, não vou desperdiçar os tostões que posso deixar acumulados em cartão para uma futura compra. Felizmente esta cadeia de supermercados dispõe de um aparelho que com uma simples leitura do código barras do cartão nos imprime os vales.

Dirijo-me à dita máquina, coloco-me atrás das três ou quatro pessoas que estão ali para o mesmo. Vejo que a primeira passa o cartão, a máquina demora horas a ler e acaba por dizer que não conseguiu concluir a operação. O homem solta um "filha da mãe" e vai-se embora. O seguinte passa cartão, espera... espera... e mais do mesmo. Não será uma pessoa de desistir à primeira e tenta de novo. Nada outra vez. Repete-se tudo até que chega a minha vez. E nem o facto de ter visto que ninguém tinha conseguido imprimir me demoveu e muito confiante lá vou eu com o meu cartão com ares de o vosso cartão não deu, mas o meu vai dar. Então não era... Tiro senha, e 15 números depois chamam o meu. "Era possível imprimir-me os vales do cartão, por favor" peço eu educadamente, "Tem a maquina para isso" responde-me uma voz rezingona e desinteressada, expliquei que a máquina não está a dar e duvidando de mim levo de resposta "Impossível, esteve a dar até agora". Ora não começamos lá muito bem, mas piora tudo quando a senhora me diz "Eu não lhe imprimo os vales, se os quer tente aí na máquina até que ela volte a dar" What??!! Tentamos e tentamos, outras pessoas tentavam também. Eis que um homem pergunta se não seria mais fácil reiniciarem a máquina em vez de estarem a gozar com os clientes. No meio de correrias de empregados de lá para cá, bocas e asneiradas de clientes a máquina acorda.

Entro no supermercado contente com a minha vitória, com os meus cupões na mão. Passo no corredor das hortaliças, leite, bolachas e... uma criança está numa birra desenfreada que se deve ouvir até do lado de fora do supermercado. Dou a mão à minha filha  e lanço-lhe um olhar como que a dizer não te atrevas a fazer o mesmo". O meu marido desaparece pelo corredor dos pickles e entrega o carrinho nas mãos da filha, que corre atrás dele. Eu fiquei-me pelo corredor dos enlatados e só os volto a avistar junto das garrafas de vinho. OMG, ele deixa a miúda "conduzir" o carrinho por aquele corredor. Coração de mãe treme só por o filho passar naquele corredor quanto mais tendo um carrinho nas mãos. Só me ocorria uma visão tipo dominó a cair. Por momentos esqueço-me do sítio onde estou e mando um berro para que parem. Quando me apercebo, já tarde, estão uns folanos quaisqueres a olhar para mim como se fosse uma doida. Tomo posse do carro e dou um raspanete a pai e filha, que irresponsabilidade. E se ela tivesse ido contra a prateleira? E se tivesse ido parar tudo ao meio do chão? E se...? Há sempre os 'ses.

Dou ainda uma passada pelo corredor dos congelados, há mais um ou outro vale prestes a expirar e vou aproveitar para os gastar. Na hora de ir para a caixa, optamos pela senhora com a cara de mais simpática para não ouvir da boca da funcionária que registar aqueles vales dá muito trabalho, como outrora já ouvi.

É a nossa vez de colocar as compras, a esta altura está a minha filha tipo rádio a dizer que tem fome, e eu a repetir que já saíamos e ela já ia poder lanchar. Aparece uma fulana vinda não sei de onde com um pacote de leite e uma alfaca, "desculpe, podia-me dar um jeitinho? Só tenho estas 2 coisas". Por mim dizia-lhe logo que há caixas específicas para quem leva poucas unidades, mas o meu marido que gosta de dar uma de bonzinho nestas horas deixa-a passar. A alface não foi pesada na frutaria... e a minha filha repete que tem fome. Há que esperar que a bendita da alface regresse à frutaria e volte. Na espera está ainda a senhora de traz que quase se pendura no meu ombro para ver o que se passou para a caixa ter parado. (Tira daí o nariz, tás a bafejar-me nas orelhas). Chega a minha vez, as minhas compras, praguejei umas quantas vezes por o meu marido ter dado aquele jeitinho. Despachei-me e prometi que tão cedo não tornava às compras a um domingo à tarde, mas que remédio o meu de não ser assim.

Uma semana que valeu por um mês

Finalmente fim de semana! Finalmente a pestinha em casa para me fazer companhia.

Esta semana foi difícil de passar, se foi... não há nenhum motivo específico, não há ninguém que possa culpar, não há nada... há uma mãe com os nervos em franja... há uma esposa sem paciência... há uma mulher com os sentimentos à flor da pele. Esta semana todos me incomodavam, eu incomodava-me a mim própria.

Não tive a paciência de outros dias, outras semanas, para as brincadeiras com a minha filha, não tive a palavra de conforto para dar ao marido nos problemas dele. Desabei.

Não posso ser sempre o pilar de todos e demonstrar sempre que sou forte. Não sou!

Não consegui recebê-los todos os dias de sorriso no rosto como se estivesse bem. Não estou!

E isso frusta-me. Ai se não.

Começo a saturar de estar em casa (estou desempregada à 2 anos e meio, ainda não disse). Sinto-me uma peça da mobília. Uma peça inútil, ancorada nos outros, dependente do marido. Odeio!

Felizmente a semana está a terminar. Amanhã é sábado e teremos vida cá em casa, uma princesa pirata a saltitar por todo o lado, a impingir-me que veja com ela a Violetta (mãe faz sacrifícios), a deixar barafunda por todo o lado, a encher-me de beijos e de "adoro-te mãe" que me enchem o coração.

Bom fim de semana a todos

 

 

P.S.: O Alvin já apareceu :D

O desaparecimento do Alvin

O Alvin desapareceu!! Sabem o que isto significa? Vem aí uma noite de inferno, uma noite de choradeira, uma noite sem dormir.

O Alvin (de Alvin e os esquilos) é um minúsculo peluche, mais pequeno que um telemóvel, que ela não o larga NUNCA!! Mas é que nunca mesmo. Ela dorme com o Alvin... ela come com o Alvin... ela vai para a escola com o Alvin... ela tudo com o Alvin... Quantas vezes já não lhe explicamos que se ela gosta tanto assim de aquele boneco o melhor é não o levar para a rua, deixá-lo sempre quietinho sob a cama dela, e assim sabe sempre onde ele está. Já o perdeu umas quantas vezes, a sorte é que foi sempre dentro de casa (às vezes a casa parece que tem buracos) ou em casa de amigos e devolvem-lhe o boneco. Mas e se um dia ela o perder na rua?

Hoje, como todos os dias, andou com o Alvin por toda a casa, trouxe-o para a mesa para jantar, terminou os trabalhos de casa com o Alvin, lavou os dentes com o Alvin, deu umas corridas com o Alvin, vestiu o pijama com o Alvin e deitou-se com... onde está o Alvin?? Mãeeee o Alvin desapareceu, e lá vêm as lágrimas. Mãe que é mão trata logo de virar a casa à procura do minúsculo boneco (onde andas desgraçado?). Empurra-se a cama para ver se não caiu o boneco para ali e... f*$#%& entalo o dedo que esfola um pouco e deita sangue. Se ela já lacrimejava a esta altura desata num choro terrível.

Adormeceu a soluçar porque o Alvin não apareceu, com a promessa de que o vou procurar novamente amanhã.

Isto não se faz Sr. Alvin, não mesmo. Não se brinca assim com os sentimentos de uma criança. Deves ter vida própria, é que só pode, mas isso não te dá o direito. Não dá!

Se alguém o vir por aí, por favor avise-o de que está uma criança a chorar de saudades.

 

tuxpi.com.1429135579.jpg

 

Dia internacional do café

14 de Abril, uma data a marcar no calendário, o dia de algo que não dispenso no meu dia a dia - o café.

Café é uma das bebidas mais consumidas por todo o mundo e eu assumo que contribuo e bem para essa estatística. Adoro café, tomo uns 4 por dia. Se me perguntassem o que é que eu não dispensava levar comigo para uma ilha deserta eu diria em 1º o meu robe, 2º uma cafeteira daquelas à moda antiga de café por baixo e água por cima, e café :D

 

São conhecidos vários benefícios relacionados com o consumo, moderado, de café. Obviamente como tudo nesta vida em excesso não será benéfico e poderá até causar alguns sintomas. Por isso bebam café, saboreiem o aroma e paladar, disfrutem, mas não abusem.

Já beberam uma bica hoje?

 

Porcaria de tempo

Já não há paciência para esta bipolaridade de S. Pedro. O senhor santo que se organize, que procure ajuda se for preciso, mas este ora chove ora faz sol não dá com nada.

Não sei como está o tempo pelos vossos lados mas por aqui está uma porcaria. Uma treta de tempo.

Ontem tivemos uma manhã de Primavera, um meio dia de Verão e uma tarde de rigoroso Inverno. Trovões enormes, com estrondos ensurdecedores. A chuva não dava tréguas. Eu saí cedo de casa e só voltei no fim do dia... as minhas sabrinas primaveris refletiam bem o estado do tempo -_- (acho melhor começar a sair com uma mala SOS com umas galochas, um cachecol, umas sandálias e mais umas coisitas).

Hoje a manhã cheirava novamente a Primavera, com uma temperatura de fim de Outono e está-se-me aqui a parecer que não tarda brinda-nos o Inverno novamente. Hoje a manhã com cheiro a Primavera não me engana... hoje vai tudo de botas, mãe de botas, filha de botas e pai de botas (de biqueira d'aço - deve contar também).

E o cesto da roupa que amontoa mais roupa, e o tempo que não quer sequer saber se a roupa seca ou não.

E depois já não basta a roupa que por causas naturais se suja, ainda há a ideia de guardar chocolate no bolso para "depois dar um 'cadinho à mãe". No bolso?! Sem o papel à volta?! E quando se vai para tirar o chocolate para se oferecer à mãe... "Ó mãeeeee... isto no meu bolso é cocó?" -_-

Diz que é dia do Beijo

13 de Abril, o dia Mundial do beijo, dizem.

Dizem também que beijar é benéfico à saúde e queima calorias.

Beijos podem ser de afecto, de respeito, para exprimir amor/carinho. Sejam lá de que origem forem os beijos, o importante é beijar. Hoje beijem muito, beijem muito todos os dias. Beijem os maridos/mulheres, os filhos, os amigos, os pais, avós. Beijem toda a gente. Toda a gente é melhor não senão ainda passam por doidos, mas beijem "quase" toda a gente. Afinal é bom, sabe bem e se queima calorias deve ser considerado exercício físico.

Um bom dia do beijo a todos, com um beijinho.

 

Kiss-Day-Pics-with-quotes.jpg

 

Nina Ricci tem novidades para 2015

Info-produit-les-delices-de-Nina.jpg(Imagem retirada do site http://www.ninaricci.com)

 

Nina Ricci vem novamente surpreender os seus fãs, e se pensam que é impossível as fragâncias de Nina serem ainda melhores, desengansem-se.

Vem aí Les Délices de Nina. Uma verdadeira delícia sob a forma de fragância. Inspirado no delicioso mundo de doces de Joãozinho e Maria e de Alice no País das Maravilhas.

Esta nova fragância promete deixar-nos de água na boca. É açucar sob a forma de uma maçã. Nina mantém a doce e mágica forma de frasquinhos de maçã. Este frasquinho é ainda mais irresistivel com o dourado que o cobre, representando calda de açúcar derretida.

Já tenho algumas amostrinhas e encantei-me, apaixonei-me, simplesmente não resisti. Estou ansiosa para que seja lançado em Portugal. Gulosa como sou não tenho como lhe resistir.

 

 

  • Pág. 1/2